Domingo, 26 de Dezembro de 2010

A quoi ca sert l'amour


publicado por O Solitário às 14:04
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 3 de Maio de 2010

O jardim do Palácio do Marquês

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fotos J.S.


publicado por O Solitário às 06:31
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 13 de Abril de 2009

A solidão do pescador...

Foto de "O Solitário"

 

 

Elegia

Nem os
dias longos me separam da tua imagem.
Abro-a no espelho de um céu monótono, ou
deixo que a tarde a prolongue no tédio dos
horizontes.
O perfil cinzento da montanha,
para norte, e a linha azul do mar, a sul,
dão-lhe a moldura cujo centro se esvazia
quando, ao dizer o teu nome, a realidade do
som apaga a ilusão de um rosto.
Então, desejo
o silêncio para que dele possas renascer,
sombra, e dessa presença possa abstrair a
tua memória.
 
Poema de Nuno Judice

 


publicado por O Solitário às 05:49
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 31 de Março de 2009

A solidão ...

Foto de "O Solitário"

 

"A solidão é muito bela, mas quando se tem perto de si alguém a quem o dizer"

Bécquer, Gustavo

 

 

 


publicado por O Solitário às 23:04
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Sexta-feira, 27 de Março de 2009

As sombras do crepúsculo....

 

Foto de "O Solitário"

tags:

publicado por O Solitário às 21:59
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 26 de Março de 2009

Caminho....

  

 

 

 

   ...lembremos quem esquece onde vai dar o caminho...

 

Fotos de "O Solitário", frase recolhida algures na Net.

 

 


publicado por O Solitário às 06:35
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
Domingo, 1 de Março de 2009

Pôr do sol...no Baleal

Foto de "O Solitário"


publicado por O Solitário às 13:17
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 12 de Fevereiro de 2009

Amizade....

Foto de "O Solitário"

 

 

A amizade é uma predisposição recíproca que torna dois

 

seres igualmente ciosos da felicidade um do outro.

(Platão)

 


publicado por O Solitário às 21:51
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Terça-feira, 16 de Dezembro de 2008

...

 

Foto de o "Solitário"

 


publicado por O Solitário às 21:43
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sexta-feira, 22 de Agosto de 2008

Ao vento....

Foto de "O Solitário"


publicado por O Solitário às 06:56
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 12 de Agosto de 2008

Silêncio.....

Foto de "O Solitário"

 


publicado por O Solitário às 07:00
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Domingo, 13 de Julho de 2008

Muro de pedras soltas.....

Foto de "O Solitário"

 

 Como um muro de pedras soltas sem nada a ligá-las entre si, resiste aos ventos, aos temporais....

 


publicado por O Solitário às 12:17
link do post | comentar | favorito

Estrada romana...o que ainda resta!

(Foto de "O Solitário)


publicado por O Solitário às 12:03
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 8 de Julho de 2008

Grades......


publicado por O Solitário às 09:22
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Sexta-feira, 4 de Julho de 2008

Encosta-te a mim

(Foto de "O Solitário"

 

 

Encosta-te a mim, nós já vivemos cem mil anos
encosta-te a mim, talvez eu esteja a exagerar
encosta-te a mim, dá cabo dos teus desenganos
não queiras ver quem eu não sou, deixa-me chegar.
 
Chegado da guerra, fiz tudo p´ra sobreviver
em nome da terra, no fundo p´ra te merecer
recebe-me bem, não desencantes os meus passos
faz de mim o teu herói, não quero adormecer.
 
Tudo o que eu vi, estou a partilhar contigo
o que não vivi, hei-de inventar contigo
sei que não sei, às vezes entender o teu olhar
mas quero-te bem, encosta-te a mim.
 
Encosta-te a mim, desatinamos tantas vezes
vizinha de mim, deixa ser meu o teu quintal
recebe esta pomba que não está armadilhada
foi comprada, foi roubada, seja como for.
 
Eu venho do nada porque arrasei o que não quis
em nome da estrada onde só quero ser feliz
enrosca-te a mim, vai desarmar a flor queimada
vai beijar o homem-bomba, quero adormecer.
 
Tudo o que eu vi, estou a partilhar contigo
o que não vivi, um dia hei-de inventar contigo
sei que não sei, às vezes entender o teu olhar
mas quero-te bem, encosta-te a mim.
 

 

 Jorge Palma

 

 

 

 

 

tags:

publicado por O Solitário às 07:10
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 2 de Julho de 2008

Uma rosa.....

 

 

 

(Foto de "O Solitário"

 

 

 


publicado por O Solitário às 07:00
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 20 de Junho de 2008

É urgente o amor

É urgente o amor.
É urgente um barco no mar.

É urgente destruir certas palavras,
ódio, solidão e crueldade,
alguns lamentos,
muitas espadas.

É urgente inventar alegria,
multiplicar os beijos, as searas,
é urgente descobrir rosas e rios
e manhãs claras.

Cai o silêncio nos ombros e a luz
impura, até doer.
É urgente o amor, é urgente
permanecer.  

publicado por O Solitário às 09:31
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 6 de Junho de 2008

Dia 06/06 Parabéns.....

 

 Hoje, dia 06 de Junho dou-te os Parabéns!...seria o aniversário dos teus 50 anos, mas não “seria”!... é o teu aniversário comemorado no silêncio de uma saudade que ficou desde aquela noite quente e iluminada pelo luar de poesia do mês de Agosto!

Como o tempo passa, como todos estes anos “voaram” nesta imensidão da vida, tinhas 28 anos quando “partiste” para essa eterna viagem, é muito tempo?... Não, não é, foi “ontem”, a tua memória está viva, está presente em cada dia e em especial no dia de hoje.
 
Recordo o último aniversário que estivemos juntos, almoçamos em Alfama, era próximo do meu trabalho e depois, havia as sardinhas dos Santos Populares, o bairro começava a estar enfeitado, aqui e ali, já se viam os altares que iriam ser do Santo António, depois as circunstâncias da vida, da minha, e da tua, não nos possibilitaram voltar a comemorar junto outro dia 06/06, eu, “afastei-me” para África, tu para outras “paragens”.
 
Recordações que estão tão vivas, tão presentes, recordações que para além da saudade que o tempo teima em manter com a mesma intensidade, são memórias que me deixam ficar sempre com um sorriso, um sorriso talvez triste, mas um sorriso sincero de quem te amou muito!
 
Mas hoje é dia de festa e aonde quer que estejas, terás aquele sorriso lindo ao receber este ramo de flores que te ofereço e fica a perpetuar a tua memória, a nossa memória!
 
Ah, já sei… estou em dívida para contigo, fiquei de te contar porque é que o meu sorriso ficou triste e magoado, e ainda não te contei, mas hoje conto-te:
 
- Encontrei um outro Sorriso, muito lindo e nesse encontro o meu sorriso abriu-se, os nossos sorrisos tocavam-se na harmonia da sintonia e do afecto, da partilha de uma cumplicidade muito nossa, mas um dia… há sempre um dia!, em que o meu, sim, o meu sorriso foi posto em causa, e posto em causa de uma forma dura e cruel, de uma forma que pôs em causa a sinceridade de um Amor muito profundo, onde existia tamanha sintonia interior, tão grande afeição e carinho, tanta ternura e dedicação!... Tudo isso foi posto em causa por uma palavra, e o meu sorriso ficou magoado e triste!
 
Depois, houve momentos em que recuperei alguma alegria e que o sorriso voltou a brilhar, em que sem “culpas-nem-desculpas”  os sorrisos tocaram-se, envolveram-se num abraço em que se confundiram em apenas “um só”… sim, foi depois, e foi porque a Amizade que é verdadeira transcende o tempo e o espaço, é eterna!... Agora, resta a mágoa, a saudade, uma saudade que dói….
 
Aqui ficam os Parabéns nesta saudade que perdurará para todo o sempre, aqui ficou mais um desabafo, aqui está tua memória, aqui está a nossa memória… e a nossa memória é um património só nosso, que ninguém, mesmo ninguém se poderá apropriar, a nossa memória é afinal a “caixinha dos nossos sorrisos”…
 
Sabes?... Sei que tu sabes, sempre tivestes e continuas a ter o meu sorriso….
 
Nunca "partiste" estás aí...
 

publicado por O Solitário às 06:42
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
Sexta-feira, 30 de Maio de 2008

E depois do adeus

Quis saber quem sou
O que faço aqui
Quem me abandonou
De quem me esqueci
Perguntei por mim
Quis saber de nós
Mas o mar
Não me traz
Tua voz.

Em silêncio, amor
Em tristeza e fim
Eu te sinto, em flor
Eu te sofro, em mim
Eu te lembro, assim
Partir é morrer
Como amar
É ganhar
E perder

Tu vieste em flor
Eu te desfolhei
Tu te deste em amor
Eu nada te dei
Em teu corpo, amor
Eu adormeci
Morri nele
E ao morrer
Renasci

E depois do amor
E depois de nós
O dizer adeus
O ficarmos sós
Teu lugar a mais
Tua ausência em mim
Tua paz
Que perdi
Minha dor que aprendi
De novo vieste em flor
Te desfolhei...

E depois do amor
E depois de nós
O adeus
O ficarmos sós

 

Letra: José Niza


publicado por O Solitário às 17:04
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 12 de Maio de 2008

SOMOS UM SÓ

 

 

 

   Foto O Solitário
 
 
 O teu olhar assustado
O teu coração pulsando
As tuas faces afogueadas
Onde os meus beijos como brasas
Encontram os teus beijos,
Saboreiam o teu corpo,
São a recordação,
O sonho mais perfeito
Da vida que vivemos.
 
Esquecemos o mundo
Aquilo que fazemos,
Somos um só.

 

(Cunha Simões)

 


publicado por O Solitário às 18:29
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

.sou eu....


. ver perfil

. seguir perfil

. 14 seguidores

.pesquisar

 

.Maio 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. A quoi ca sert l'amour

. O jardim do Palácio do Ma...

. A solidão do pescador...

. A solidão ...

. As sombras do crepúsculo....

. Caminho....

. Pôr do sol...no Baleal

. Amizade....

. ...

. Ao vento....

. Silêncio.....

. Muro de pedras soltas.......

. Estrada romana...o que ai...

. Grades......

. Encosta-te a mim

. Uma rosa.....

. É urgente o amor

. Dia 06/06 Parabéns.....

. E depois do adeus

. SOMOS UM SÓ

.arquivos

. Maio 2020

. Abril 2020

. Novembro 2019

. Abril 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Junho 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.visitas

online

.Visitas de Solidão

Free Web Counter
Clothing Stores
SAPO Blogs

.subscrever feeds