Domingo, 21 de Junho de 2009

Um homem e uma mulher....(II)

 

 

 

 Numa manhã de sol e fria de um sábado do mês de Novembro de um ano por inventar, um homem e uma mulher encontram-se no local combinado, sorriem, cumprimentam-se e caminham pelas ruas do bairro ainda quase desertas, aqui e ali um morador sai de casa, os automóveis são poucos a circular, pouco depois chegam ao "seu" café e entram, sentam-se numa mesa próximo da entrada, ao lado, um homem lê o Correio da Manhã, na mesa seguinte, duas mulheres de idade tomam o pequeno-almoço, os clientes ainda são poucos, é apenas mais uma manhã de Outono repleta de sol!

 
O empregado aproxima-se e com um sonoro “bom dia” (que destoa de alguns tímidos e quase imperceptíveis “bons-dias” de outros empregados de mesa) questiona o que pretende tomar, o homem e a mulher pedem o que pretendem, o empregado afasta-se, dali a pouco, regressa com os pedidos e claro, lá estava a especialidade da casa!... entretanto já se conversava à mesa e conversavam entre outras tantas coisas, conversavam em tomar “decisões”, nem mais, nas precauções e na ponderação que certas decisões exigem de cada um, que há decisões que não se podem ou não se devem tomar de ânimo leve, mas sim, que devem ser ponderadas, que deve-se primeiro acautelar e preparar o momento seguinte à tomada da decisão e “puxando” pela sua vivência e experiências ainda recentes de tomadas de decisão do foro pessoal, concluíram que … “nada de precipitações, deve-se ponderar sempre muito bem, e criar condições para o dia seguinte a certas decisões”.
 
O burburinho das conversas aumentou nos últimos minutos, já há mais clientes no café, é um café de bairro, os clientes conhecem-se, cumprimentam-se e trocam dois dedos de conversava, dentro daquele burburinho o homem e a mulher continuam conversando…
 

 

(Este texto é uma peça de um conto, que contém ficção e inspirado na “Invenção do amor” de Daniel Filipe.
Qualquer semelhança com a realidade, é mera coincidência. É apenas um conto, em que a eventual publicação de futuras peças  falarão sempre do homem e da mulher...)

 

tags:

publicado por O Solitário às 22:14
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Nelinha a 23 de Junho de 2009 às 10:34
Bom dia"Solitário"

Será que nas coisas do coração, devemos ponderar assim tanto.
Nunca ouviu dizer meu Amigo"quem não arrisca, não petisca" ... sim devemos pensar, mas muito, tb não!!!
Porque o pensamento, leva-nos à razão, e a razão não tem muito a ver com o nosso coração!!!

O coração bate ... é impulsivo ... não pense tanto ... ás vezes pode estar a perder uma grande oportunidade para ser feliz!!! Uma sua Amiga!!!

Que também anda já há muitos anos a pensar e acho que fiz muito mal!!!
Fique bem
Beijinho
Nelinha



De O Solitário a 25 de Junho de 2009 às 21:45
Olá Nelinha

Obrigado pelo comentário.

beijo

Solitário


Comentar post

.sou eu....


. ver perfil

. seguir perfil

. 14 seguidores

.pesquisar

 

.Novembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Parabéns!

. Parque Marechal Carmona e...

. 25 de Abril Sempre!

. CHARLES AZNAVOUR AVE MARI...

. Parabéns Margarida!

. Cascais colorido...

. Caminhando por Cascais

. Caminhando por Cascais

. Cascais...

. Paço d' Arcos

. Devagar.

. Sons do silêncio

. O Tempo Passa? Não Passa

. Caminhos...

. Janelas e Primavera em di...

. Primavera

. Poema à Mãe

. Sons de Abril!

. Grândola Vila Morena

. 25 de Abril, Sempre!

.arquivos

. Novembro 2019

. Abril 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Junho 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.visitas

online

.Visitas de Solidão

Free Web Counter
Clothing Stores
SAPO Blogs

.subscrever feeds