Quinta-feira, 7 de Maio de 2009

Um homem e uma mulher....

 

Um homem e uma mulher encontram-se numa estação do Metro, cumprimentam-se e um sorriso se abre em ambos os rostos, o metro acaba de parar, as portas abrem-se…”que cheio, como isto está”, não admira, estamos na hora de ponta retorquiu ela!
 
Entram com algum custo, o sinal acústico do fecho das portas, a chiadeira na hora do reiniciar a marcha, ao fundo da carruagem um cego pede esmola, fala bem alto – tenham a bondade – e vai avançado carruagem fora, duas passageiras discutem o custo de vida, o cego passa ali mesmo juntinho, o metro está a fazer nova paragem, continua a entrar mais pessoas do que saem, não admira, estamos na hora de ponta, ouviu-se novamente!
  
As duas passageiras continuam a falar, agora do trabalho, uma revela insatisfação a outra, diz-lhe: - deixa lá, filha…Isso não é nada, pior estou eu… - e assim continuam numa ladainha para saberem que é que está pior! - .
 
O homem e a mulher continuam de pé, os seus olhares “tocam-se”, sorriem e perguntam-se: como foi o teu dia hoje?... Aquela conversa de circunstância, assim como quando se fala do tempo que está ou do tempo que não está e que devia estar.
 
Mas o metro avança, agora, a cada paragem já sai mais gente do que entra, quase de repente a carruagem fica com “três gatos-pingados” , o homem diz: temos lugar para nos sentarmos – não vale a pena, é já na próxima paragem!
 
Saem da estação do Metro, o sol do fim do dia de verão, ofusca o homem e a mulher, onde está o meu carro?... ah, já sei, está ali, o trânsito flui lentamente, talvez o semáforo … não, aqui não há semáforos… bem, então muito trânsito! Era daquelas evidências que dispensava comentários, estava ali, à vista de cada um.
 
O homem e a mulher entram num café, procuram uma mesa para se sentarem, olha ali uma… sentam-se, o solícito do empregado de mesa aproxima-se e num sonoro boa tarde, questiona: o que desejam tomar?... pedem o que desejam, o empregado afasta-se os olhares tocam-se e os sorrisos surgem espontâneos, sim, havia sorrisos, talvez uns sorrisos “meio-tristes”, e nesses sorrisos, procuravam encontrar as palavras para conversarem.
Sim, para conversarem, afinal tinham ido ali para isso, mas as palavras não fluíam, estavam como o trânsito, fluíam muito lentamente.
 
O empregado de mesa aproxima-se, deixa as bebidas e afasta-se, o homem e mulher acabam de encontrar as palavras para a sua conversa, o sorriso agora é mais aberto, mais alegre, já conversam, mas do que conversam?... talvez coisas banais, mas conversam, afinal tinham ido ali para isso….
 
   
(Este texto é uma peça de um conto, que contém ficção e inspirado na “Invenção do amor” de Daniel Filipe.
Qualquer semelhança com a realidade, é mera coincidência.
É apenas um conto, em que a eventual publicação de futuras peças  falarão sempre do homem e da mulher.)
 
O Solitário

 

tags:

publicado por O Solitário às 23:23
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De Anónimo a 8 de Maio de 2009 às 10:39
Um excelente dia tb para si Amigo,

Obrigada pelo Sol que me deixou.
Pois às vezes não são necessárias palavras, mas outras vezes significariam tanto!
Mas talvez seja defeito meu, espero não ser maçadora.
Ser for, diga-me "STOP".

Fique bem,
Um Beijo da Nela






De O Solitário a 8 de Maio de 2009 às 21:24
Cara amiga

Porque razão é que lhe dizia "STOP"???

Não é maçadora e são sempre agradáveis os seus comentários!

Sabe, esta coisa das palavras tem muito que se lhe diga, por vezes, e tantas vezes, não são as palavras mais eruditas que são as que mais apreciamos, são sim, aquelas palavras que são ditas e ouvidas com sinceridade, olhos nos olhos, e com aquele sorriso...

Quntas palavras ficam por dizer pelo mais variados motivos?... e para além das palavras ditas, há a outra parte muito importante, que é o : saber ouvir!... e não duvide, cada vez há mais quem não saiba ouvir!!!!

Fique bem, esteja tranquila e vá aparecendo, procuro saber ouvir (neste caso, ler!) e estarei por aqui...

beijo
Solitário


Comentar post

.sou eu....


. ver perfil

. seguir perfil

. 14 seguidores

.pesquisar

 

.Maio 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Esta velha angústia,

. 25 de Abril Sempre!

. Parabéns!

. Parque Marechal Carmona e...

. 25 de Abril Sempre!

. CHARLES AZNAVOUR AVE MARI...

. Parabéns Margarida!

. Cascais colorido...

. Caminhando por Cascais

. Caminhando por Cascais

. Cascais...

. Paço d' Arcos

. Devagar.

. Sons do silêncio

. O Tempo Passa? Não Passa

. Caminhos...

. Janelas e Primavera em di...

. Primavera

. Poema à Mãe

. Sons de Abril!

.arquivos

. Maio 2020

. Abril 2020

. Novembro 2019

. Abril 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Junho 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.visitas

online

.Visitas de Solidão

Free Web Counter
Clothing Stores
SAPO Blogs

.subscrever feeds